5 livros que preciso ler em 2017

O ano está acabando e, com isso, chega a hora de fazer a listinha de livros desejados para o ano que vem. A lista já está ficando longa, mas separei os cinco livros que estou mais ansiosa para ler para compartilhar com vocês. A ordem dos títulos não significa que estou mais ansiosa para ler um título que o outro, ok?

sophie1- My Not So Perfect Life – Sophie Kinsella

Sophie Kinsella é conhecida pela série da Becky Bloom, mas ela me conquistou mesmo foi com “À Procura de Audrey”. Dona de uma sensibilidade e de um senso de humor incríveis – característicos da sua escrita – Sophie consegue cativar o leitor e fazer com que a gente torça por cada uma de suas personagens. O novo livro, que ainda não tem data de lançamento no Brasil (mas será publicado em Fevereiro nos EUA) conta a história de Katie Brenner, uma mulher que está longe de viver a vida dos seus sonhos e que aproveita as redes sociais para tentar passar a imagem de uma vida que ela não tem. Quando Katie é demitida, ela resolve voltar pra casa e ajudar os pais em uma nova empreitada: um hotel na fazenda da família. A chegada de uma hóspede em especial – sua ex-chefe – coloca o mundo de Katie de cabeça para baixo e o impacto desse encontro a gente só vai descobrir lendo mesmo 🙂

2- Minha Vida Fora de Série (4ª Temporada) – Paula Pimenta

O quarto (e provavelmente último) livro da saga “Minha Vida Fora de Série”, da Paula Pimenta, deve chegar às livrarias em 2017. O terceiro livro nos deixou cheios de dúvidas em relação ao futuro da relação entre Priscila e Rodrigo. Será que eles vão ficar juntos? Será que é a Priscila a “garota misteriosa” de quem o Rodrigo fala no final de Fazendo Meu Filme 4? É aguardar pra ver.

3- Três Vezes Você – Federico Moccia

Três Vezes Você faz parte da série de livros que se inicia com o maravilhoso “Três Metros Acima do Céu”. A sequência, “Sou Louco por Você”, não agradou muito os fãs do primeiro livro, então espero que esse terceiro consiga se redimir. A história gira em torno do bad boy H e seu relacionamento super improvável com Babi, uma garota rica e “certinha”. Cheio de drama, ação e (muitas) lágrimas, o livro é de arrebatar o coração de qualquer fã de um bom romance. #TeamBabi

leisa4- Bad Romeo Christmas – Leisa Rayven

Eu não me canso de falar dos livros da Leisa Rayven aqui no Livro & Pipoca. Já fiz resenha (e uma playlist) de Meu Romeu, primeiro livro da série Starcrossed, já entrevistei a autora para o canal do Youtube e vivo surtando pelos novos livros lá no Twitter. A Globo Alt vai lançar no ano que vem “Bad Romeo Christmas”, um livro que reúne histórias natalinas dos três casais da série: Ethan e Cassie, Liam e Elissa e Josh e Angel. Mal posso esperar!

 

veronica5- Carve the Mark – Veronica Roth 

A autora da série Divergente, Veronica Roth, lançará seu primeiro livro depois do fim da saga de Tris e Four. Em “Crave a Marca”, que será publicado aqui no Brasil pela Rocco, Veronica aposta novamente na distopia, mas apresenta um universo completamente diferente da Chicago futurista de Divergente. A história se passará num mundo violento (nem tão distópico assim, né) onde cada pessoa tem um dom capaz de moldar o futuro. Os personagens principais, Cyra e Akos, são de nações diferentes e inimigas, mas têm algo em comum: possuem dons que os deixam vulneráveis a outras pessoas. Quando os dois se conhecem, precisam decidir entre formar uma união improvável ou destruir um ao outro. #JáQuero

É isso, galera! Quais são os seus livros mais desejados para o ano que vem?

Advertisements

Livro&Pipoca Entrevista: Leisa Rayven

É com muito orgulho que compartilho esse vídeo com vocês, leitores do Livro & Pipoca. Já escrevi aqui sobre a minha paixão pelos livros da Leisa Rayven e me encantei ainda mais por eles depois que descobri que a autora é uma fofa. Leisa foi super generosa em responder algumas perguntas minhas e as respostas estão no vídeo abaixo. Espero que gostem!

Resenha + Playlist: “Meu Romeu”, de Leisa Rayven

CAPA-Meu-RomeuQuando ganhei esse livro no sorteio que rolou no encontro da Globo Alt durante a Bienal do Rio, confesso que olhei meio “torto”. Provavelmente pelo trauma do último new adult que eu li: “After”, da Anna Todd. Aí eu tive uma semana de leituras difíceis, todas relacionadas ao conteúdo da faculdade. Foi então que decidi: nesse final de semana quero ler algo que me desafie. O resultado? Não fiz mais nada da minha vida até terminar de ler “Meu Romeu” (e a sequência, “Minha Julieta”, também!). Resolvi postar a resenha do segundo livro só quando ele estiver prestes a ganhar as estantes no Brasil, o que vai acontecer em Novembro. Por enquanto, deixo vocês com as minhas impressões de “Meu Romeu” e uma playlist especial com músicas que me lembram bastante os personagens e a história do livro. Espero que gostem!

“Meu Romeu”, escrito pela australiana Leisa Rayven, é o primeiro de dois livros que formam a série Starcrossed. A história gira em torno de Cassie Taylor e Ethan Holt, dois jovens atores que se conhecem nas audições para entrar na melhor faculdade de teatro do país. Em um dado momento, eles precisam fazer um exercício em dupla e a conexão entre os dois se torna visível. Bem, pelo menos no palco. Ethan não é uma pessoa muito fácil ou amigável e acaba despertando a ira de Cassie. É só quando os dois conseguem entrar para a faculdade e são escalados para interpretar Romeu e Julieta em uma peça que eles são forçados a admitir que o que sentem vai muito além de uma mera química no palco.

Os capítulos se revezam entre o começo do relacionamento dos dois e os momentos atuais, seis anos depois de entrarem na faculdade e se apaixonado, seis anos depois de Ethan ter destruído o coração de Cassie. A expectativa para descobrir o que ele fez exatamente vai crescendo a cada capítulo e você vai sofrendo junto aos personagens. Broadway. Não importava o fato de ter que dividir o palco com o cara que ela mais amou na vida e que infelizmente também era o cara que mais a tinha feito sofrer em toda a sua existência.

Bem, pelo menos ela tentou não dar muita importância a isso, mas a bagagem que Ethan traz com ele é impossível de se ignorar. Ele foi o primeiro e único amor de Cassie e deixou marcas bem difíceis de apagar. A relação dos dois nunca passou muito tempo em águas calmas, mas foi forte enquanto durou – e muito depois também. Quando os dois finalmente perceberam que a atração entre eles não poderia ser ignorada, tudo começou a desandar. Cassie esperava um relacionamento, companheirismo, um namoro de verdade. Ethan tinha problemas demais decorrentes do passado para dar a isso a ela. Isso o destruía. O medo de machucá-la e decepcioná-la o corroía.

– Então o que eu sou, hein? Me diz de uma vez! Abra essa boca e diga algo que me faça entender o que você sente! Acho que fui bem honesta com você sobre o que eu quero, mas tudo o que ganho em troca é o que você não quer.

-Quer saber o que eu quero? – ele diz, jogando a mochila no chão. – Ótimo. Quero isso.

Ele agarra meu rosto e me puxa para ele.  (Página 307)

Cassie não conseguia entender o que impedia que Ethan se entregasse, uma vez que a conexão entre os dois era mais que óbvia. Ela não desiste dele e, aos poucos, vai conseguindo adentrar algumas camadas da barreira que ele colocou em volta de si. O problema é que, apesar de conseguir passar por elas, Cassie não conseguiu derrubá-las. Os fantasmas do passado dele sempre voltavam.

– De repente, fazia sentido haver algo de errado comigo. Como se eu fosse um impostor na minha própria vida. E isso me deixou irritado pra caralho, porque eu imaginei “por que me importar?”. Sabe? Por que continuar fingindo? Nem sou filho ou irmão verdadeiro. Não sou nada real. Talvez por isso eu seja um bom ator. Todo personagem que interpreto é mais real do que eu. (Página 343)

Uma das coisas mais interessantes sobre a história é a maneira com que a autora consegue mesclar o que acontece com o casal e as histórias que eles estão interpretando em sala de aula. É como se em alguns momentos as máscaras não existissem e o palco fosse um momento de libertação, o local certo para expressar tudo o que precisavam.

Os fantasmas permanentes de Ethan o paralisaram e fizeram com que ele acabasse com toda e qualquer chance de continuar o namoro com Cassie. A distância emocional se torna distância física e Cassie não tem outra escolha a não ser seguir com a vida. Ou o que quer que isso significasse sem Ethan. É justamente quando ele volta, seis anos depois, que ela tem que aprender a lidar com os próprios fantasmas. Aqueles que Ethan acabou deixando com ela. Valeria a pena esquecê-los e dar uma nova chance ao amor da sua vida? Mesmo com aquele risco iminente de sempre de que ele poderia abandoná-la novamente?

Isso aí vocês só vão descobrir lendo “Meu Romeu”, mas enquanto não compram o livro, podem aproveitar essa playlist especial que montei com algumas músicas que me lembram da história de Cassie e Ethan. Me contem se vocês gostaram, tá?

meu romeu

Para “Meu Romeu”, de Leisa Rayven, dou 4 baldes de pipoca.

etiqueta_do_saco_da_pipoca_dos_desenhos_animados_autocolante-r9e10f8a2bfe640d4a382334587bd1253_v9waf_8byvr_512etiqueta_do_saco_da_pipoca_dos_desenhos_animados_autocolante-r9e10f8a2bfe640d4a382334587bd1253_v9waf_8byvr_512etiqueta_do_saco_da_pipoca_dos_desenhos_animados_autocolante-r9e10f8a2bfe640d4a382334587bd1253_v9waf_8byvr_512etiqueta_do_saco_da_pipoca_dos_desenhos_animados_autocolante-r9e10f8a2bfe640d4a382334587bd1253_v9waf_8byvr_512