Resenha: O Livro das Princesas – Meg Cabot, Paula Pimenta, Lauren Kate e Patrícia Barboza

Imagem

Eu lembro do dia em que vi no Twitter da Paula Pimenta a notícia sobre O Livro das Princesas. Minha reação imediata foi pensar: ‘nossa, é realmente uma ótima ideia!’ e em seguida, lembrei da entrevista online que fiz com a Paula para o Caçadora de Livros (na época do lançamento de MVFS1), quando ela me disse que estava lendo Insaciável, da Meg Cabot, e que a autora era uma das suas favoritas. Imaginei como seria escrever “com” alguém que você admira tanto. Quando falei disso com a Paula ao vivo e a cores (ainda preciso acreditar que aquilo realmente aconteceu) ela me deu um sorriso e a confirmação de que a sensação era realmente incrível.

Além de Paula e Meg, a Galera Record convidou Patrícia Barboza (uma das pessoas mais simpáticas que já conheci na vida! Sabe quando você olha para a pessoa e pensa: ‘Meu Deus, queria ser amiga dela!’ ? Exatamente.) Ela já tem vários livros publicados e inclusive uma série, As Mais, cuja resenha você verá muito em breve aqui no Livro & Pipoca. Por fim, Lauren Kate (da série Fallen) completa o time.

Antes de começar a resenha, preciso contar um pouco sobre a minha experiência na sessão de autógrafos do livro aqui em Natal. Para isso, fiz um mini vídeo para vocês. Preciso contar do meu alívio por ninguém ter filmado minha reação quando vi Paula Pimenta e Patrícia Barboza pela primeira vez. Sério, eu nunca tinha sentido nada parecido! O sangue do meu corpo resolveu se concentrar em minhas mãos, que começaram a formigar, e lágrimas surgiram dos meus olhos sem qualquer tipo de esforço, apenas para coroar a emoção do momento. Não imaginei que sentiria algo assim. Foi incrível. Em um breve resumo, cheguei ao shopping por volta das 11 da manhã e já havia uma fila na frente da Saraiva. Confesso que não esperei que tanta gente fosse aparecer (se você mora em Natal, sabe que a maioria das pessoas não lê muito) e fiquei muito feliz por ter sido surpreendida. Conheci pessoas incríveis na fila, fiz várias amizades (olha aí, o poder da leitura unindo as pessoas!) que me ajudaram a passar as primeiras 6 horas na fila até a hora em que Paula e Patrícia chegaram e que ficaram comigo nas outras 6 horas esperando a sessão acabar para falarmos com as duas com mais calma. Infelizmente, quando faltavam 3 pessoas na fila do autógrafo, tive que ir embora! No entanto, as ótimas lembranças do dia continuarão no meu coração.

No vídeo, vocês poderão ver um breve momento em que elas autografam os livros e algumas fotos da fila! Mais de 300 senhas foram distribuidas, sucesso total. Esta sou eu com a Patrícia Barboza e a Paula Pimenta! Minha felicidade era perceptível, não é mesmo?

Imagem

Agora, vamos ao que interessa! Na primeira orelha do livro, você já encontra uma espécie de Carta de Recomendação de ninguém mais, ninguém menos que a Princesa Mia Thermopolis! De cara, você já entra no clima do livro. O primeiro conto é da Meg Cabot, que adaptou A Bela e a Fera para uma versão moderna, a qual deu o título de “A Modelo e o Monstro”.

A Belle da história é uma modelo muito famosa e é convidada para viajar num cruzeiro chiquérrimo com destino a São Paulo (créditos à Meg por citar o Brasil!). Ela não embarca sozinha, está acompanhada de seu pai, recém casado, da esposa dele, Vivian e da filha dela, Penny. Logo no início, Belle vê um homem com ar misterioso na sacada do quarto mais caro do navio e não consegue tirá-lo da cabeça. Muita coisa acontece antes deles finalmente se encontrarem e Belle descobrir porque ele não sai do quarto e tem tendência a ficar em locais escuros.

O amor de Belle pelos livros é algo que Meg dá grande destaque no conto, sem perder a essência original. O conto começa num ritmo incrível e vai se perdendo ao longo das páginas, mas não deixa de ser uma boa leitura – principalmente para quem está começando a se interessar pelo mundo dos livros agora.

Resenha: Um Homem de Sorte - Nicholas Sparks

Para a “Modelo e o Monstro”.

O segundo conto é a “Princesa Pop”, adaptação da Cinderella, escrita pela Paula Pimenta. Todos os ingredientes necessários para uma ótima história aparecem nele: música, romance, adversidades e um casal muito fofo que te deixa torcendo para que fiquem juntos. A personagem principal é a Cintia, que está no último ano do colégio e tem na música uma válvula de escape para os problemas que ela não pode controlar. Os pais tiveram uma separação difícil que resultou na mudança de sua mãe para o Japão, um novo casamento para o seu pai e uma vida completamente diferente para ela, ao ter que morar com a tia.

O mundo de Cintia desabou e as cores foram embora de sua vida – inclusive nas roupas. Tudo isso começa a mudar quando ela é convidada para tocar na festa das enteadas do pai, que estavam fazendo 15 anos. O problema é que o pai de Cintia não sabia sobre seu trabalho: ela era DJ. Ele havia obrigado a garota a aparecer na festa ou ela não teria algo que queria muito. Como aparecer na festa e ser a DJ, sem que seu pai notasse? É aí que a história começa e você se apaixona. Não estou brincando quando digo que você se apaixona. Mesmo. Porque é lá que você conhece Fredy Prince, um cantor super famoso entre as adolescentes e que fora contratado para fazer um show na festa. Como Cintia se envolve com Fredy – quem ela detesta, só para constar – você só descobre lendo! Te garanto, você não vai conseguir esquecer Fredy tão fácil.

f46e3-5pipocas

 Para “Princesa Pop”.

O próximo conto é da Lauren Kate, que escolheu se basear em A Bela Adormecida e se chama “Eclipse do Unicórnio”. As 3 primeiras páginas do conto vão te instigar, você vai pensar ‘nossa, essa história vai ser ótima’ e, infelizmente, isso não é verdade. A impressão que dá é que não houve muito esforço na hora de escrever, o que é muito chato, considerando que existem contos muito bons no livro e que você pode perceber o quanto as autoras se empenharam neles. Você se depara com os nomes dos personagens principais: Thalia e Percy e não consegue pensar em outra coisa a não ser: RICK RIORDAN.

Enfim, a história fala da princesa Thalia, que foi amaldiçoada com o sono eterno. Percy é um garoto americano que acabou de terminar um relacionamento e está fazendo uma excursão com sua turma para a França. Lá, ele visita um castelo quando se dispersa do grupo e percebe a existência de um outro castelo, com aparência mágica, e resolve conhecê-lo. Como Percy consegue quebrar a magia que protegia o castelo da entrada de qualquer pessoa e encontra Thalia, você só descobrirá lendo.

01c36-3pipocasPara “Eclipse do Unicórnio”. 
O último conto do livro surge para te alegrar depois da decepção do anterior. É “Do Alto da Torre”, a versão de Rapunzel da Patrícia Barboza. O conto, assim como “Princesa Pop”, tem tudo para te fazer se apaixonar: uma grande influência da Katy Perry, covers do Youtube, um cara super fofo e muita confusão! A personagem principal se chama Camila, uma garota que lida com algo que muita gente pode se identificar (eu, inclusive): paga uma promessa feita por outras pessoas. Ela não poderia cortar seu cabelo até o dia do aniversário de 15 anos. Seria fácil se a promessa tivesse sido feita quando Camila tinha 14 anos, mas não – ela tinha apenas onze. ONZE!

Seu grande sonho é ser uma cantora de sucesso e ela conta com a ajuda de Pedro, seu colega de sala super fofo (que Camila é muito cega para enxergar) para manter um canal no Youtube, chamado Do Alto da Torre, onde postam vídeos dela cantando suas músicas favoritas. O canal é um sucesso, mas ninguém sabe que Camila é a cantora dos vídeos, pois, sua Madrinha (com quem ela mora) é muito rígida e jamais permitiria que ela fizesse aquilo. O que acontece quando Camila finalmente completa 15 anos, corta o cabelo e se inscreve num show de talentos da escola formam a receita perfeita para um conto que vai te conquistar!

f46e3-5pipocas

 Para “Do Alto da Torre”.

Preciso dizer que eu amaria se “Princesa Pop”, “Do Alto da Torre” e “A Modelo e o Monstro” fossem transformados em livros! Alô? Galera Record? Está me ouvindo?

Eu poderia dar vários baldes de pipoca para “O Livro das Princesas” pela capa, que é a coisa mais fofa desse mundo e pelas ilustrações que antecedem cada conto. Lindo!

p.s: eu poderia dar ainda mais baldes de pipoca pelas citações de Kate e William, One Direction e Katy Perry ao longo dos contos. Tenho certeza que você daria também!

Resenha + Promoção: "Liberte Meu Coração" – Meg Cabot

Esqueça a escrita jovem de Meg Cabot nos Diários da Princesa, Cabeça de Vento e inclusive Ela Foi Até o Fim. Em Liberte Meu Coração, Meg parece ter crescido com a própria personagem que criou, Mia Thermopolis e cria uma história bem mais adulta, super envolvente, divertida e até sexy em algumas partes. O livro é diferente de tudo que você já leu vindo de Meg – acho que Mia a influenciou muito bem! =)

 A história gira em torno da Bela Finn, apelido para Finnula – uma jovem um tanto rebelde que vive na Inglaterra na época do Trovadorismo e é a versão feminina para algumas características de Robin Hood. Não que ela roube dos ricos para dar aos pobres – não literalmente. Ela é a melhor caçadora de toda a região e lida com o arco e flecha como ninguém, usando essa habilidade para caçar os animais da propriedade do Conde de Stephensgate, que está desaparecido há mais de 10 anos, depois de ter ido para a Terra Santa, lutar nas Cruzadas. Tudo isso porque o primo dele, que ficou encarregado de comandar a região quando o Conde Pai faleceu, só queria saber de enriquecer seu bolso e empobrecer os servos, triplicando tributos e fazendo muitos morrerem de fome. Finnula aproveita seu dom para colocar comida na mesa de muitos servos, e com isso é bastante querida em toda a região.


Apesar da habilidade com a flecha, Finnula seria incapaz de machucar alguém propositalmente – mas tudo muda quando sua irmã mais nova, Mellana, se envolve em uma série de problemas e gasta todo o dinheiro do seu dote com vestidos e bugigangas, o que a impede de se casar com o rapaz que ama, que é um trovador e nada tem além de seu instrumento musical e uma mula. Finn promete fazer o que a irmã pedir antes mesmo de saber o que era – e acaba se metendo na maior enrascada de sua vida. Terá de sequestrar um cavaleiro e pedir um resgate em troca, para recuperar o dote da irmã. Como promessa é dívida para Finnula, ela sequestra um cavaleiro e jamais imagina que o que era para durar apenas por dois dias, pode mudar a vida dela por completo.

Tudo isso porque ela sequestra ninguém mais ninguém menos que Hugo Fitzstephen, o conde que estava nas Cruzadas por mais de dez anos, em sua viagem de volta a região. Finnula o captura com seu poder e charme feminino – e talvez não tenha capturado apenas o corpo de Hugo, mas também seu coração. O que ela imaginou que fosse ser uma tarefa fácil, se torna complicada quando ela e Hugo começam a discutir sem parar, e principalmente quando uma química inegável surge entre os dois.
 “Ele não sabia se queria surrá-la ou beijá-la”. Página 68
“Parecia que o desejo de bater nele era o mesmo de beijá-lo, embora tenha descoberto que beijá-lo era infinitamente mais prazeroso…”  página 140

Como Hugo e Finnula fugirão dessa química, como ele conseguirá escapar da bela sequestradora e como ela conseguirá o resgate – sem saber quase nada sobre o tal Hugh que sequestrou – você só vai saber lendo! Se eu contar mais, conto o livro inteiro!

Finnula Crais não é a mocinha que você costuma encontrar nos livros. Ela é forte, determinada, guerreira e nem um pouco vaidosa. Hugo é um conquistador, esbanja dinheiro e ao mesmo tempo é incrivelmente humilde. A construção dos personagens foi impecável!
Vou colar aqui um pedaço do meu histórico de leitura do livro no Skoob:


29/12/2011
41% (164 de 404)

Totalmente apaixonada por Hugo. É macho na hora de ser macho, é delicado quando deve ser e a quantidade de sorrisos que distribuiu me deixa maravilhada. Consigo imaginar a Anne Hathaway como Finnula claramente. E talvez o Henry Cavill ou o Gerard Butler como Hugo!
Para quem não conhece o Henry Cavill, coloco aqui uma foto dele exatamente como imagino Hugo, e uma foto de Anne – com as tranças da Bela Finn. A melhor quote do livro, sem dúvidas, é esta aqui:

“O inimigo não se ocupa com lutas de espadas, meu garoto. As armas dos inimigos são consideravelmente mais sofisticadas!”
“Meu lorde?”
“O inimigo usa olhares atraentes e quadris que cortam o ar…” – página 284″ 
Para “Liberte Meu Coração” – de Meg Cabot, publicada aqui no Brasil pela Galera Record, dou as primeiras 5 pipocas do blog! No primeiro post do ano, na primeira resenha e primeira promoção do blog! É mais que especial! Coloquem o livro em suas listas, vocês não vão se arrepender, MESMO!


Para comemorar a chegada de 2012 e as primeiras 5 Pipocas do Livro & Pipoca, uma promoção incrível pra você! Que tal ganhar “Liberte Meu Coração”? Para concorrer, é muito fácil! Basta você:

– Seguir o blog pelo Google Friend Connect
– Comentar aqui na resenha com o que você achou, além do seu e-mail e twitter
– Residir no Brasil

Mas eu, pelo menos, quando estou concorrendo em promoções em outros blogs, adoro ter chances extras, e você? Para chances extras:

– Seguir o @LivrosPipoca no twitter [+1 comentário] – no comentário, diga seu twitter
– Comentar em qualquer post do blog posterior à resenha de hoje [+1]
– Curtir a página do Livro & Pipoca no Facebook e dizer seu nome de seguidor: http://www.facebook.com/pages/Livro-Pipoca/247130128682305[+1 comentário]
– Twittar a frase: “ Quero Libertar meu Coração com a ajuda do blog @LivrosPipoca http://migre.me/7pbPB “ [+1 comentário] com o link permanente do seu tweet
– Indicou um amigo para seguir o blog? Comente mais uma vez e diga o nome do seu amigo! 
A promoção vai até o dia 10/02/2011, às 23:59. O resultado será divulgado no dia seguinte via twitter, facebook e o sorteado receberá um e-mail, o qual deve responder em até 72 horas. Caso contrário, um novo sorteio será realizado.
 Boa sorte, bookaholics! 

Resultado:
Update 13/02/2012: Parabéns Flávia Pachêco!!!